atemporal tagged posts

Liberemo-nos espaço – no lapso temporal.

septiembre 23, 2018 Poesia  No comments

 

Quando o autor da própria existência tem lampejos fora da matrix, vê a maleabilidade da realidade. E das escolhas que aprisionam. Das decisões que liberam espaços. Gigas, ou páginas de memória afetiva. Ou seletiva. Reordenemos os registros. Os balanceios do caos. Mental ou cerebral. Aquele parafuso emocional. Fora do tempo. Atemporal. Reordenemos os neurônios. E as sinapses oxidadas. Liberemos o wifi interno. Pactuando um novo prumo. Um leme apontando onde dorme. O anseio mais profundo.

 

Leer más

Tecendo traços e facetas de realidade…

marzo 18, 2017 CrônicasPoesiaPortuguêsPulsões  No comments

dios cornifero

Com cada traço, gesto, desejo ou rastro, adereço um novo instante. Desvisto pele, derme, reflexo ou denotação itinerante. Cubro-me com novos vícios. Novas curvas. Tertúlias de palavras inventadas. Novas vistas. Novas pistas. Outras luzes, outro fluxo mental que me encaixe um verbo latente e pensante. Outro dorso, outra aresta, outra fresta de realidade tamborilante. Novo rumo, novo prumo, novos pretextos ou quereres para ficar um pouco mais. Para criar um pouco mais. Doce descortinamento de continentes que se esbarram na baía do desejo. Onde por instantes o deus cornífero sobre o meu corpo, serpenteia. Devaneio. Mente torpe. Não mente e mete suavemente fragmentos de facetas de um tempo inventado. E se é real? Esse oscilar entre empuxos de volúpia e mansidão...

Leer más