amor tagged posts

Nos toca falar das almas rotas

julio 15, 2018 CrônicasMicro relatoPortuguês  No comments

Eis que nos toca falar das almas rotas. Seres de sorriso imenso . E devaneios de muitos gestos. E trejeitos. Os bobos sem
Misericórdia. De riso fácil. E alma destemperada. Os que bebem cerveja pelo gargalo. E se afogam em mares de praias. Impróprias para banho. Os que preferem pilates . À psicanalise. Que trocam a roupa de cama. Sem se importar se a lua é cheia. Ou minguante. Hoy nos toca hablar. De las almas rotas. Em espanhol. Mesmo . Para que se toque mais fundo. Esse filtro 3D. De que a realidade é uma delícia. E o seu ofício de aliterações interessantes. Não te põe contra a parede. E falemos dos rotos de espírito. Do âmago bagunçado. Com o bug mental. De muitos traumas calados. Das historias de amor e dor. Maltrapilhas. E dediquemos às almas rotas...

Leer más

Cuando adornas el imposible

mayo 20, 2015 Poesia  No comments

Guadalquivir

Y las huellas se deshacen
para cambiar el día.
Y tus pasos se convierten en raices
en mi alma.
Tus antojos se desbordan
en mis cajitas de colores.
Y tu mirada se cuelga
en los lazos de los deseos más dulces.
Y el mundo se tambalea
si no estás.
Los parpados ganan tonos grises
tal cual lluvia en las retinas.
Eres el sujeto de mis versos
y las frases más bonitas.
Desprendes la magia
de un día de verano/strong>
de copichuelas y risas en la madrugada.
Eres la luna en los días,
cuando adornas el imposible
con tus risas más profundas.

Leer más

Sedi-mento

noviembre 17, 2014 Poesia  5 comments

“Quando você tem fome …

De algo que este mundo diminuto não lhe dá

Quando o estômago pede luz e os olhos têm sede.

Quando o relógio se joga no mar…

E os minutos descompassam na sua órbita pessoal.

Isso não é nada pessoal. É impessoal,

como a imensidão de um verde olhar.

Quando narizes lhe  farejam , tentando o medo detectar….

Com minha sombra caminho, pisando forte e devagar.

Quando o vento te roça até arrepiar,

é arredo ou arrepio ou o destino a passar?

Quando as nuvens se fundem com os pensamentos

e o membro

cardíaco dança ao luar,

será pedra, será cimento

a cal que devemos usar?”

 

 

Leer más