Laberinto

noviembre 3, 2014 Poesia  No comments

“E as vezes o céu se nubla, para abrir uma nova janela.
Não é uma catacumba. É um renascimento  diário.
Há passagens internas em  cada esquina do seu cérebro.
Entenda-se ou te perderás em um labirinto.”

 

Leave a reply