E voltaremos a caminhar entre os deuses…

enero 21, 2017 CrônicasPortuguês  No comments

anjos caidos

E voltaremos a caminhar entre os deuses e os anjos caídos. Que se levantaram ou não. Regressaremos à pureza do espírito. E aos candelabros que acendem as almas. Ascenderemos. Todos. Um a um. Ou em blocos, em vagões e massas de pó e poeira.

E voltaremos a sentir o toque e o abraço, ou o braço que nos falta. Voltaremos a enxergar, quando já nos falhe a vista. Transitaremos sobre paragens cálidas e frescas. Devolveremos as peles grosseiras e rústicas. Descascaremos o envoltório de um soneto fisicamente perfeito e apertado. Que não esparrama ou inunda. Seremos vastos e brandos, permearemos tudo e nos cobriremos de estrelas.

E voltaremos a ser co-criadores. Desvendaremos os segredos mais além da própria invenção do tempo. Fatiaremos a realidade em oito fatias de uma pizza que se comparte em um domingo. Estenderemos os dias e pintaremos as noites. Em um instante, um segundo, um nano fragmento de tempo inventado.

E voltaremos a escrever a historia e a desconstruir os textos de rótulos sacros. E caminharemos espalhando vida, no que chamam de morte. E nomearemos sentimentos inéditos e canções eternas, em uma melodia constante de acordes claros e entorpecedores. Recriaremos os capítulos e os nortes que não nos contaram. Descortinaremos o teto mais além do azul do céu tangível.

E voltaremos a caminhar entre os deuses. Desfolharemos a matéria, e regeremos milagres. Seremos trovão, terra ou tempestade. Aspergiremos desejos e sonhos de fertilidade. Adubaremos as consciências e os sabores da mente consciente. E não nos ajoelharemos diante de nada. Porque sentiremos o deus que está dentro. Porque somos o universo inteiro e a ausência de tudo.

 

 

 

Leave a reply


*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>