Archivo diario septiembre 15, 2014

A morte do “amor”

septiembre 15, 2014 Crônicas  One comment

a morte marseille

Poderia endereçar estas linhas à senhora Poesia. Porque sim, acredito no amor genuíno, puro e desinteressado raramente concebido na raça humana. Mas, a morte do amor, em pauta, é outra história. É quando as projeções desbotam e as fichas caem tal bigorna na sua cabeça. Pode ser triste, se você gostar de pagode romântico ou grunge. Não ouça. Porque a descrença é também libertadora.

Na verdade, essa morte vem  quando você se dá conta que não necessita de nenhum artefato emocional externo, que você não precisa viver a vida alheia. A morte do amor é finalmente, quando você entende que a maior historia de amor começa diante do espelho...

Leer más